Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1586
Italy 4840
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1351
France 0
Spain 1029
Ireland 354
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Diagnóstico

O diagnóstico definitivo de gripe baseia-se no isolamento do vírus e na identificação do genoma viral. Contudo, estes exames são apenas usados em situações especiais como em casos que levaram a hospitalização, e em grávidas e crianças com sintomas severos. Nos restantes casos, o diagnóstico é feito com base nos sintomas do paciente. Daí falar-se, quando detetado, de síndrome gripal em vez de gripe.

Os testes de diagnóstico de gripe podem ser realizados através da análise de secreções respiratórias da garganta ou nariz, ou do sangue. As amostras devem ser recolhidas nos primeiros 4-5 dias da doença após o aparecimento dos primeiros sintomas. Os seus resultados são conhecidos entre 2 horas a 2 semanas, dependendo do tipo de procedimento laboratorial utilizado.

Os mais recentes testes de diagnóstico rápido podem confirmar a doença em pouco mais de 30 minutos. No entanto, a sua capacidade para detetar a gripe varia significativamente.

O diagnóstico de gripe baseado nos sintomas do paciente é complicado porque existem outras doenças respiratórias, provocadas por diferentes agentes patogénicos, com sintomas semelhantes (é o caso das constipações e alergias). No entanto, se estes sintomas se manifestam durante o Inverno é muito provável que seja gripe já que, nos surtos em que se procedeu à análise laboratorial, houve confirmação de que na maior parte dos casos estávamos perante o vírus Influenza. É neste tipo de observações, resultado da vigilância epidemiológica e também na sua experiência, que o médico se baseia para fazer o diagnóstico de gripe.
Diagnóstico 1
Diagnóstico 2
Os testes de diagnóstico de gripe podem ser realizados através da análise de secreções respiratórias da garganta ou nariz.