Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.eu/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1737
Italy 4291
Great Britain 4128
Sweden 0
Germany 181
Austria 489
Switzerland 671
France 6236
Spain 996
Ireland 295
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Perguntas Frequentes sobre resultados


O que é a incidência da gripe?
O que representam as curvas do gráfico de incidência da gripe?
Porque é que o gráfico de incidência pode apresentar atrasos de uma semana?
Porque é que por vezes o gráfico apresenta 0% de incidência nos últimos dias?
Porque razão os resultados mais recentes estão sempre a mudar?
Porque se faz referência a “Síndroma gripal” em vez de “Gripe”?
Como é definido o estado de saúde dos participantes do Gripenet?



O que é a incidência da gripe?

A incidência da gripe é uma unidade de medida utilizada para quantificar a ocorrência de gripe. Corresponde à proporção de pessoas que ficaram doentes num determinado dia. Por exemplo: se 30.000 pessoas forem monitorizadas, e num determinado dia 60 pessoas ficaram doentes, a incidência nesse dia é 0.2%, ou “20 por 10.000”.

Curiosidade: A prevalência é uma outra medida usada para monitorizar uma epidemia de gripe, correspondendo à proporção de pessoas que estão doentes num determinado dia. Medir a prevalência permite determinar o dia em que cada pessoa contraiu gripe e em que dia cada pessoa recuperou da doença, ou seja, o período de tempo que cada pessoa esteve doente. No entanto, isto é difícil de determinar! Uma das características da gripe é que a febre sobe muito rapidamente permitindo a determinação do dia de início da doença. Mas as pessoas normalmente melhoram progressivamente. Por este motivo, no caso da gripe, a incidência é uma medida bastante melhor que a prevalência.


O que representam as curvas do gráfico de incidência da gripe?

As curvas do gráfico representam, em cada dia, a incidência calculada com base no número de casos registados nos sete dias que o precedem. A adesão aos questionários de sintomas tende a ser semanal pelo que toda a informação necessária para desenhar o último ponto só está atualizada quando a maioria dos participantes responder ao  questionário dessa semana.


Porque é que o gráfico de incidência pode apresentar atrasos de uma semana?

Porque os dados da última semana só estão apurados quando todos os utilizadores preencherem o questionário relativamente a essa semana. Assim sendo, para que o gráfico seja fiel aos resultados apurados, não incluímos os últimos 5 dias.


Porque é que por vezes o gráfico apresenta 0% de incidência nos últimos dias?

Porque quando o gráfico foi gerado os dados dos últimos 3 a 4 dias ainda não tinham sido preenchidos pela maioria dos utilizadores.


Porque razão os resultados mais recentes estão sempre a mudar?

Porque os participantes têm tendência para relatar os seus sintomas alguns dias depois de os terem experimentado. Por outro lado se um participante relatou os seus sintomas há 5 dias atrás, não há informação sobre ele desde então. Se durante os próximos 2 dias o fizer, a informação sobre os 5 dias anteriores estará finalmente disponível. Assim sendo os dados de alguns dias atrás são sempre mais apurados que os de hoje ou ontem.


Porque se faz referência a “Síndroma gripal” em vez de “Gripe”?

Para determinar se uma pessoa está de facto infetada como vírus influenza seria necessário proceder a uma análise capaz de detetar o vírus, implicando imensos recursos e uma logística altamente elaborada. Assim a gripe é normalmente diagnosticada com base em sintomas. Quando a doença é detetada por um diagnóstico baseado nos sintomas falamos de síndroma gripal.

Os sintomas típicos de gripe incluem:

  • Febre.

A gripe é uma infeção viral. A febre indica que o sistema imune está a combater o vírus. Uma característica da gripe é a rapidez com que a febre sobe. Um dia podemos estar bem e no outro estar de cama com uma febre alta.

  • Sintomas respiratórios (tosse, dores de garganta, falta de ar…).

A gripe é uma doença respiratória, afectando as vias respiratórias (nariz, garganta, pulmões).

  • Dores musculares ou dor de cabeça intensa.

Uma característica da gripe, que a distingue de outras doenças respiratórias, é a dor nos músculos ou cabeça.



Como é definido o estado de saúde dos participantes do Gripenet?

O estado de saúde de cada participante no Gripenet é classificado com base nos sintomas do questionário semanal, de acordo com os seguintes definições*:


Sintomas de Gripe / Síndroma gripal

(Definição do European Centre for Disease Prevention and Control)

  • Aparecimento repentino de febre ou de outros sintomas

E pelo menos um dos seguintes quatro sintomas sistémicos:

  • Febre ou Arrepios ou Temperatura ≥ 38ºC
  • Fadiga (mal-estar, debilidade, prostação)
  • Dores de cabeça
  • Dores musculares/articulações

E pelo menos um dos seguintes três sintomas respiratórios:

  • Tosse
  • Dores de garganta
  • Falta de ar

Sintomas de Alergia

  • Temperatura inferior a 37º (sem Febre) e ausência de Arrepios 

E pelo menos um dos seguintes sintomas:

  • Nariz entupido/corrimento nasal
  • Espirros
  • Olhos lacrimejantes e vermelhos

E o paciente suspeita que os sintomas possam ser devido a Alergia

E o(s) sintoma(s) selecionado(s) não se enquadre(m) na definição de Gripe/Síndroma gripal.


Sintomas de Constipação

Pelo menos dois dos seguintes sintomas:

  • Nariz entupido/corrimento nasal
  • Espirros
  • Tosse
  • Dores de garganta

E os sintomas selecionados não se enquadrem na definição de Gripe/Síndroma gripal nem na definição de Alergia.


Sintomas Gastro-intestinais

Pelo menos dois dos seguintes sintomas:

  • Diarreia
  • Náuseas
  • Vómitos
  • Dores de estômago

E os sintomas selecionados não se enquadrem na definição de Gripe/Síndroma gripal.


Sintomas não-específicos

Quandos o(s) sintoma(s) selecionado(s) não se enquadre(m) em nenhuma das categorias acima definidas.


* Definições utilizadas a partir da época de 2013/2014.