Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1877
Italy 5195
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 2597
France 12202
Spain 1058
Ireland 262
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

SICAD apresenta dados sobre Consumos de substâncias aditivas

SICAD apresenta dados sobre Consumos de substâncias aditivas

O Serviço de Intervenção nos Comportamento Aditivos e nas Dependências (SICAD) apresentou, num evento virtual, os dados preliminares relativos ao estudo «Consumo de Álcool, Tabaco, Drogas e outros Comportamentos Aditivos e Dependências (ECATD – 2019)», realizado entre alunos do ensino público, dos grupos etários dos 13 aos 18 anos.

Segundo os dados apurados, o álcool é a principal substância consumida, seguindo-se o tabaco. Com uma expressão bem menor encontram-se o consumo de determinados medicamentos e de substâncias ilícitas. O uso de internet, nomeadamente o acesso a redes sociais, é hoje uma prática generalizada, assim como os jogos eletrónicos. O jogo a dinheiro é bem menos prevalente.

O estudo conclui que os comportamentos de maior risco estão limitados a uma minoria de inquiridos e são mais esporádicos do que frequentes. Mesmo que de forma experimental, a generalidade dos alunos tem práticas que, pelo facto de serem menores, lhes estão vedadas e outras que são de todo ilícitas.

No que toca ao álcool e tabaco, verifica-se que uma grande percentagem de jovens considera que são de fácil acesso. Estas são as substâncias psicoativas mais consumidas e também cujo consumo se inicia mais precocemente.

Em 2019 participaram neste estudo mais de 26 mil alunos de 734 escolas do país, incluindo as Regiões Autónomas.

A apresentação esteve a cargo de Elsa Lavado, coordenadora do estudo, tendo sido conduzida pelos Diretor Geral e Subdiretor-geral do SICAD, João Goulão e Manuel Cardoso, respetivamente. Contou com a participação do Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, do Diretor-geral de Educação, José Pedroso, bem como de representantes dos governos regionais dos Açores e da Madeira e do diretor do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência.

Para saber mais, consulte:

SICAD > ECATD-CAD/2019

Fonte: SNS (Noticia original

18 de May de 2020 às 14:49