Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1579
Italy 4836
Great Britain 5073
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1350
France 6220
Spain 1027
Ireland 354
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Dia da Mulher - Infografia

Dia da Mulher - Infografia O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através do seu Departamento de Epidemiologia, disponibiliza, no âmbito do Dia Internacional da Mulher, assinalado a 8 de março, um infográfico sobre saúde da mulher. A informação apresentada tem por base três fontes de dados: Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico (INSEF) 2015; Rede Médicos-Sentinela (MS) 2017; Epidemiologia e Vigilância dos Traumatismos e Acidentes (EVITA) 2018. Em 2015, quase metade das mulheres portuguesas inquiridas (48,9%), correspondendo a 1.7 milhões de mulheres, com idades entre os 25 e os 74 anos, referiram considerar o seu estado de saúde bom ou muito bom. A grande maioria (94,8%) das mulheres inquiridas com idade entre os 50 e os 69 anos declarou ter realizado uma mamografia nos dois anos anteriores, enquanto que a maioria (86,3%) das mulheres inquiridas com idade entre os 25 e os 64 anos declarou ter realizado uma citologia nos três anos anteriores à entrevista. Estes dados têm como fonte o primeiro INSEF, referem-se às mulheres residentes em Portugal em 2015 com idades compreendidas entre os 25 e os 74 anos e são relativos às questões: “De uma maneira geral, como considera o seu estado de saúde?”; “Quando foi a última vez que fez uma mamografia?”; “Quando foi a última vez que fez uma citologia?”. Em 2017, apenas 40,4% das mulheres grávidas iniciaram a toma de suplemento com ácido fólico antes de engravidar, segundo dados da Rede Médicos-Sentinela. A prevenção primária dos defeitos do tubo neural (DTN) é possível pela suplementação de ácido fólico, referindo a literatura que a utilização diária de 400 microgramas desta vitamina, com início antes da gravidez e até ao fim do primeiro trimestre, previne cerca de 70% dos DTN. Em 2018, cerca de metade (54,5%) dos acidentes verificados no sexo feminino (em todas as idades) ocorreram em casa, sendo as lesões causadas por queda as mais frequentemente registadas (73,1%), de acordo com dados do sistema EVITA. O primeiro INSEF, promovido e coordenado Instituto Ricardo Jorge, foi desenvolvido em 2015 para recolha de informação epidemiológica sobre o estado, determinantes e cuidados de saúde da população portuguesa, tendo como mais-valia o facto de conjugar informação colhida por entrevista direta ao indivíduo com dados de uma componente objetiva de exame físico e recolha de sangue. Coordenada pelo Instituto Ricardo Jorge, a Rede de Médicos-Sentinela é um sistema de observação e vigilância em saúde formado por médicos de medicina geral e familiar que de forma voluntária participam na notificação de eventos de saúde. O sistema EVITA, coordenado pelo Instituto Ricardo Jorge, desde 2000, em colaboração com a Administração Central dos Sistemas de Saúde, tem por base a vigilância dos Acidentes Domésticos e de Lazer (ADL) notificados pelas urgências de unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Este infográfico está disponível, em acesso aberto, em português e em inglês. Fonte: INSA (Fonte) 

10 de March de 2019 às 02:40