Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.eu/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1405
Italy 4758
Great Britain 4562
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1303
France 5554
Spain 1019
Ireland 354
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Vale a pena vacinar!

Vale a pena vacinar!

«Vale a pena vacinar!» é o conceito que preside à campanha de sensibilização do Programa Nacional de Vacinação (PNV), visando reforçar a mensagem de que só a vacinação pode proteger contra algumas doenças.

A campanha recorda os efeitos de doenças como o tétano, a poliomielite, o sarampo e a tosse convulsa, que graças às vacinas estão controladas ou eliminadas.

Veja o vídeo.

Segundo o Boletim do PNV, registaram-se elevadas coberturas vacinais (iguais ou superiores a 95% para as vacinas em geral e iguais ou superiores a 85% para a vacina do vírus do papiloma humano), fruto do compromisso e dedicação dos profissionais de saúde, bem como da forte adesão dos cidadãos ao programa. 

A vacinação deve ser entendida como um direito e um dever dos cidadãos, que devem participar ativamente na decisão de se vacinarem, com a consciência de que estão a defender a sua saúde e a saúde pública e a praticar um ato de cidadania.

A propósito da Semana Europeia da Vacinação, e dos atuais surtos de sarampo na Europa, a Organização Mundial da Saúde recordou que o preço a pagar pela não vacinação é visível, colocando a tónica nas desigualdades na cobertura vacinal, que são portas de entrada para doenças contagiosas, permitindo que se transmitam entre indivíduos não vacinados.

Assim, não é demais lembrar que «As Vacinas salvam Vidas». A Direção-Geral da Saúde recomenda que se verifique o boletim de vacinas, que já está disponível na área do cidadão no Portal SNS e na app My SNS.

Não sabe do seu boletim de vacinas?

Tenha a sua vacinação e a da sua família em dia. Informe-se no seu centro de saúde e consulte a Área do Cidadão do Portal SNS, através dos seguintes passos: 

1. Autenticação através do Portal SNS em https://www.sns.gov.pt/cidadao/

2. Entre no portal do Serviço Nacional de Saúde e aceda à “Área do Cidadão” presente no início da página;

3. Se ainda não estiver registado, registe-se. Vai precisar, entre outros dados, do seu número de utente;

4. Aceda à área “Boletim de Vacinas” na área do Cidadão do Portal SNS;

5. Consulte “Boletim de Vacinas”, com a possibilidade de enviar e-mail e partilhar informação de forma acessível e segura. 

6. Consulte a tabela e a legenda, para identificar se tem vacinas em atraso.

Não arrisque. Vacine-se a si e aos seus filhos!

Fonte: Direção-Geral da Saúde (Fonte)

26 de December de 2018 às 00:40