Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.eu/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 885
Italy 4714
Great Britain 4070
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1256
France 4981
Spain 0
Ireland 351
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Saiba mais sobre a Gripe

Saiba mais sobre a Gripe

Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal

O que é a gripe? 
A gripe é uma doença aguda viral que afeta predominantemente as vias respiratórias.

Em que altura do ano é que surge a gripe? 
A gripe ocorre, geralmente, entre Novembro e Março, no hemisfério Norte, e entre Abril e Setembro, no hemisfério Sul (meses frios locais), pelo que é designada por sazonal (relacionada com a estação do ano). Nos anos mais recentes a maior atividade gripal tem sido observada entre os meses de dezembro e fevereiro.  
    
Só há gripe quando chove e está frio? 
Não. Mesmo durante os Invernos mais amenos, menos frios e chuvosos, há gripe.

O que é uma epidemia de gripe? 
É a ocorrência de casos de gripe em número superior ao esperado numa determinada comunidade ou região.

Como se transmite a gripe? 
O vírus é transmitido através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobretudo através da tosse e dos espirros, mas também por contacto direto com partes do corpo ou superfícies contaminadas (por exemplo, através das mãos).

Qual o período de incubação? 
O período de incubação (tempo que decorre entre o momento em que uma pessoa é infetada e o aparecimento dos primeiros sintomas) é, geralmente, de 2 dias, mas pode variar entre 1 e 5 dias.

Qual o período em que uma pessoa infetada pode contagiar outras? 
O período de contágio começa 1 a 2 dias antes do início dos sintomas e vai até 7 dias depois; nas crianças este período pode ser maior.

Quais os sintomas/sinais da gripe? 
No adulto, a gripe manifesta-se por início súbito de mal­estar, febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e tosse seca. Pode também ocorrer inflamação dos olhos. 
Nas crianças, os sintomas dependem da idade. Nos bebés, a febre e prostração são as manifestações mais comuns. Os sintomas gastrintestinais (náuseas, vómitos, diarreia) e respiratórios (laringite, bronquiolite) são frequentes. A otite média pode ser uma complicação frequente no grupo etário até aos 3 anos. Em crianças mais velhas os sintomas são semelhantes aos do adulto.

A gripe e a constipação são a mesma doença? 
Não. Os vírus que as causam são diferentes e, ao contrário da gripe, os sintomas/sinais da constipação são limitados às vias respiratórias superiores: nariz entupido, espirros, olhos húmidos, irritação da garganta e dor de cabeça. Raramente ocorre febre alta ou dores no corpo. Os sintomas e sinais da constipação surgem de forma gradual, enquanto que na gripe o inicio é súbito. 

Como se diagnostica a gripe? 
O diagnóstico é essencialmente clínico, através da identificação dos sintomas e sinais.

Qual a gravidade da gripe? 
A gripe é, habitualmente, uma doença de curta duração (3 a 4 dias) com sintomas de intensidade ligeira ou moderada, evolução benigna e recuperação completa em 1 ou 2 semanas. 
Nas pessoas idosas e nos doentes crónicos a recuperação pode ser mais longa e o risco de complicações é maior, nomeadamente, pneumonia e/ou descompensação da doença de base (asma, diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal).

Como se evita a gripe? 
A gripe pode ser evitada através da vacinação anual. Evitar o contacto com pessoas com a doença e lavar frequentemente as mãos ajudam a diminuir a probabilidade de contágio.

Quem deve ser vacinado contra a gripe? 
Devem ser vacinadas as pessoas que têm maior risco de sofrer complicações depois da gripe:

  • Pessoas com 65 e mais anos de idade, principalmente se residirem em instituições; 
  • As pessoas que tenham:
  • Doenças crónicas dos pulmões, do coração, dos rins ou do fígado;
  • Diabetes em tratamento;
  • Outras doenças que diminuam a resistência às infeções.
  • Grávidas

Quem não deve ser vacinado contra a gripe? 
As pessoas com alergia grave ao ovo ou que tenham tido uma reação alérgica grave a uma dose anterior da vacina contra a gripe.

A vacina contra a gripe funciona? 
Sim. A vacinação reduz muito o risco de contrair a infeção. Se for infetada, a pessoa vacinada terá um menor risco de ter complicações.

A vacina pode provocar a gripe? 
Não. A vacina contra a gripe não contém vírus vivos, pelo que não pode provocar a doença. No entanto, as pessoas vacinadas podem contrair outras infeções respiratórias virais que ocorrem durante a época de gripe e para as quais não há vacina.

A vacina dá proteção a longo prazo? 
Não. O vírus muda constantemente, surgindo novos tipos de vírus para os quais as pessoas não têm imunidade e a vacina anterior não confere proteção adequada. Por isso a vacina é diferente em cada ano.

Quando deve ser feita a vacinação? 
Como, em Portugal, o pico da atividade gripal tem ocorrido entre Dezembro e Fevereiro, a vacinação deve ser feita, preferencialmente até ao final do ano, podendo, no entanto, decorrer durante todo o Outono e Inverno.

Onde se compra a vacina?
A vacina pode ser adquirida em farmácia, sendo necessária receita médica e beneficiando de uma comparticipação de 37% .

Quem pode fazer a vacina gratuitamente?
A vacina é gratuita nos centros de saúde, sem necessidade de declaração médica para:

  • Diabetes Mellitus
  • Terapêutica de substituição renal crónica (diálise)
  • Trissomia 21
  • Submetidas a transplante de células precursoras hematopoiéticas ou de órgãos sólidos

A vacina é gratuita nos centros de saúde, com declaração médica para:

  • A aguardar transplante de células precursoras hematopoiéticas ou de órgãos sólidos
  • Sob quimioterapia
  • Fibrose quística
  • Défice de alfa-1 antitripsina sob terapêutica de substituição
  • Patologia do interstício pulmonar sob terapêutica imunossupressora
  • Doença crónica com comprometimento da função respiratória, da eliminação de secreções ou com risco aumentado de aspiração de secreções
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica

A vacina é também gratuita para:

  • Profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e Bombeiros com atividade assistencial; Residentes em instituições ou pessoas internadas em unidades do SNS; Bombeiros
  • Guardas prisionais e reclusos

Como se deve guardar a vacina? 
Quando compra a sua vacina na farmácia, a vacina deve ser administrada logo que possível. Se a levar para casa para administração posterior, a vacina deve ser conservada dentro da embalagem, no frigorífico, entre +2º e +8ºC (nas prateleiras do meio do frigorífico e não na porta).

Gripe como proceder. Se estiver com gripe, o que fazer? 
Cuide-se

  • Fique em casa, em repouso;
  • Não se agasalhe demasiado;
  • Meça a temperatura ao longo do dia;
  • Se tiver febre pode tomar paracetamol (mesmo as crianças). Não dê ácido acetilsalicílico às crianças;
  • Se está grávida ou amamenta não tome medicamentos sem falar com o seu médico;
  • Utilize soro fisiológico para tratar a obstrução nasal;
  • Não tome antibióticos sem recomendação médica. Não atuam nas infeções virais, não melhoram os sintomas nem aceleram a cura;
  • Beba muitos líquidos: água e sumos de fruta;
  • Se viver sozinho, especialmente se tiver limitações de mobilidade ou estiver doente, deve pedir a alguém que lhe telefone regularmente para saber como está.

Evite transmitir a gripe

  • Reduza, na medida do possível, o contacto com outras pessoas;
  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão. Caso não seja possível, utilize toalhetes;
  • Use lenços de papel de utilização única (deite nos sanitários ou no lixo comum);
  • Ao espirrar ou tossir proteja a boca com um lenço de papel ou com o antebraço; não utilize as mãos.

Se tiver dúvidas, contacte o SNS24: 808 24 24 24

Gripe: Proteja-se! 
Faça chuva ou faça sol, vacine-se a partir de outubro e até ao final do Inverno. 
Consulte o seu médico. 

Fonte: SNS / DGS (Fonte)

4 de December de 2018 às 06:48