Influenzanet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet

http://www.influenzanet.info/

Epiwork Logo
Developing the framework for an epidemic forecast infrastructure.
http://www.epiwork.eu/

The Seventh Framework Programme (FP7) bundles all research-related EU initiatives.

7th Framework Logo
Participating countries and volunteers:

The Netherlands 0
Belgium 0
Portugal 1590
Italy 4840
Great Britain 0
Sweden 0
Germany 0
Austria 0
Switzerland 1352
France 0
Spain 1030
Ireland 355
InfluenzaNet is a system to monitor the activity of influenza-like-illness (ILI) with the aid of volunteers via the internet. It has been operational in The Netherlands and Belgium (since 2003), Portugal (since 2005) and Italy (since 2008), and the current objective is to implement InfluenzaNet in more European countries.

In contrast with the traditional system of sentinel networks of mainly primary care physicians coordinated by the European Influenza Surveillance Scheme (EISS), InfluenzaNet obtains its data directly from the population. This creates a fast and flexible monitoring system whose uniformity allows for direct comparison of ILI rates between countries.

Any resident of a country where InfluenzaNet is implemented can participate by completing an online application form, which contains various medical, geographic and behavioural questions. Participants are reminded weekly to report any symptoms they have experienced since their last visit. The incidence of ILI is determined on the basis of a uniform case definition.

Hide this information

Portugal: gripe a subir

Portugal: gripe a subir

De acordo com o boletim do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, na semana que terminou a 20 de Janeiro, a taxa de incidência do síndroma gripal era baixa, ‘com provável tendência crescente’. Na semana 3/2013, foram identificados 12 casos positivos para o vírus influenza (8 A(H1)pdm09 e 4 B - 3 dos quais B/Yamagata). ‘Estimou-se uma taxa de incidência do síndroma gripal de 33,5 casos por cada 100 000 habitantes’, lê-se no relatório hoje publicado. De acordo com o Insa, a mortalidade por “todas as causas” está ‘de acordo com o esperado’.

Entretanto, no final do dia de ontem, 24 de Janeiro, o Gripenet apresentava já uma acentuada tendência de subida nos casos de síndroma gripal, em todo o país (ver imagem: a verde a incidência esta época, a verde claro a da estação anterior).

No resto da Europa, a atividade gripal continuou a aumentar na segunda semana de 2013, com relatos de casos graves em alguns países. Dezanove países europeus relataram tendência de aumento de transmissão da gripe. Intensidade média ou alta de transmissão foi reportada por 14 países. A maior transmissão registava-se, sobretudo, no noroeste do continente. Os dados são do ECDC.

Desde o início da vigilância pela rede sentinela, esta estação (que começou na semana 40/2012), de todas as detecções de vírus Influenza, 47% eram do tipo A e 53% eram do vírus do tipo B. Dos vírus influenza A subtipados, 48% eram A (H3) e 52% A (H1). O padrão virológico visto na Europa é diferente do que está a ser relatado na América do Norte, onde os vírus A (H3) são dominantes.

Desde a semana 40/2012, em toda a Europa, foram hospitalizadas 383 pessoas com infecção, laboratorialmente confirmada, por gripe.

24 de January de 2013 às 15:26